Como é determinada a censura dos filmes?


‘‘Censura’’ é uma palavra muito forte, e, na verdade, a censura não existe, em seu sentido literal, no Brasil desde 1988.
O que nós temos é na realidade é o que o governo chama de classificação de filmes por faixas etárias, ou seja, uma criança ou um adolescente até podem assistir um filme não indicado para a sua respectiva faixa etária, desde que esteja acompanhado dos pais ou de um responsável legal.
Mas o que é levado em conta na hora de classificar qual seria o público ‘‘aconselhado’’ a assistir ao filme? Bom, várias coisas, como as pitadas de sexo, drogas e violência que foram colocadas na produção. Por exemplo: um filme que tenha cenas de sexo explícito ou consumo excessivo de drogas ilícitas será, invariavelmente, considerado inadequado para menores de 18 anos.
Quem cuida dessa classificação, tanto para filmes como para peças de teatro, é o Departamento de Justiça, Classificação, Títulos e Qualificação, um órgão da Secretaria Nacional de Justiça, que por sua vez faz parte do Ministério da Justiça.
Antes de lançar um filme, seus distribuidores precisam exibir a produção para uma dupla de classificadores do Departamento de Justiça, Classificação e Qualificação, e lá, os próprios distribuidores projetam o filme para os dois classificadores (funcionários ou até estagiários do órgão), que avaliam a fita seguindo um manual interno e o Estatuto da Criança e do Adolescente (a classificação de uma peça de teatro é feita após a leitura da sinopse e do roteiro do espetáculo). Se o distribuidor não concordar com a classificação que o filme recebeu, ele pode recorrer - o que ocorre entre 5% e 8% das vezes - e assim o filme pode ser avaliado, e se requisitado, até uma 3ª vez, mas esse é o limite.

0 Comentários:

Related Posts with Thumbnails
 
Copyright © Leis de M.E.R.F.