As 10 Falhas do Pensamento Humano


Lendo o HypeScience eu achei as 10 falhas mais comuns no pensamento humano.
Adoro psicologia, é uma das minhas opções para vestibular e o post realmente me chamou a atenção.
Confira:

10. A ilusão do apostador
 Quando você joga “cara ou coroa” várias vezes e tira apenas “cara” seguidamente é mais provável que você tire “coroa” na próxima vez que jogar a moeda, certo? Errado. A chance de sair “cara” ou “coroa” é sempre a mesma, de 50% para cada opção (isso se a moeda não estiver alterada, obviamente). Você pensa que tirar “coroa” é mais provável por causa da chamada “ilusão do apostador”. O cérebro humano tem uma tendência a achar que eventos do passado podem alterar a probabilidade de eventos futuros, apesar de as chances serem sempre as mesmas. Pode parecer meio óbvio quando explicado dessa forma, mas vários apostadores  já perderam dinheiro na roleta, no pôker e em outros jogos de azar por causa dessa falha do pensamento.


9. Reatividade
Você está jogando paciência spider tranquilamente no escritório quando sente uma presença perturbadora. Seu chefe entrou na sala. Você subitamente fecha a janela do jogo, endireita as costas e tenta parecer atento àquele relatório. O exemplo pode parecer exagerado, mas é comprovado que os humanos tentam parecer mais eficientes e atentos quando sabem que estão sendo observados, sendo pelo chefe ou não. Um estudo feito nos anos 20, por exemplo, tentou provar que a eficiência dos empregados de uma fábrica aumentava com mudanças na luz. E, durante a pesquisa, a eficiência do pessoal realmente aumentou. No entanto, depois que a luz da fábrica foi ajustada para uma maior eficiência e os pesquisadores foram embora, os níveis de produtividade voltaram ao normal. Os funcionários da fábrica estavam trabalhando mais na época da pesquisa não por causa da luz, mas sim porque sabiam que estavam sendo observados por cientistas. A reatividade é um problema sério em pesquisas científicas, por isso, muitas vezes, grupos de referência são formados  – se uma empresa farmacêutica resolve testar um novo remédio de dor de cabeça, é provável que administre um placebo, uma pílula de trigo, em um grupo de voluntários e o produto normal em outro, para definir se os efeitos são mesmo por causa do remédio ou produto da mente humana.





8. Pareidolia
O nome parece complicado, mas essa falha é realmente comum. Lembra quando, há alguns anos, o mundo todo parou porque uma imagem da Virgem Maria apareceu em uma janela, como uma mancha? E quando você olha para o céu e pode jurar que uma nuvem se parece exatamente com um coelho? Tudo isso é fruto da pareidolia. Essa falha prega que o significado das coisas está no observador e não no que está sendo observado. Então quando você acha estranho que a vida de Michael Jackson, assim como sua morte, esteja povoada de coincidências que levam ao número 7, pode ser porque você está procurando por coincidências e não porque elas realmente influam em alguma coisa. Um fato interessante é que a pareidolia foi usada como base para aquele teste das manchas usado na psicologia. As imagens são ambíguas e a resposta de quem está sendo “entrevistado” mostraria seus pensamentos ocultos.


7. A profecia que se auto-completa
Essas “profecias” apenas confirmam atitudes que estão presentes em nós. Elas acabam causando constatações que provocam o resultado previsto. Quer um exemplo? Quando você pensa “eu odeio Física e vou levar bomba na prova” você é automaticamente desestimulado a estudar por seus pensamentos e as chances de levar bomba aumentam consideravelmente. Essa é uma técnica muito usada pelos chamados videntes. Você vai à cartomante e ela diz que há um inimigo loiro em seu caminho – logo você começa a ficar mais atento e receoso com qualquer pessoa loira que conhece e seu comportamento alterado pode até levá-lo a fazer um novo inimigo.


6. O efeito do halo
Um dia você chega no trabalho e encontra seu colega cochilando. No outro dia ele está fazendo a mesma coisa, assim como nos dias seguintes. Logo você começa a considerá-lo um preguiçoso. Temos depois ele não só é preguiçoso como não é confiável, é incompetente e, com certeza, um mau trabalhador. Podem haver outras razões pelas quais ele está cochilando naqueles dias, talvez tenha trabalhado até de madrugada a semana inteira, mas logo uma atitude faz com que reconsideremos toda a personalidade do sujeito de forma negativa.


5. Mentalidade de gado
É a tendência que temos de adotar as opiniões e os comportamentos da maioria para evitar o conflito. Alguns especialistas dizem que o caso de Geisy, da Uniban, foi causado exatamente pela mentalidade de gado. Essa falha explica porque certas modas pegam logo – o que é necessário é que um grupo ache um tipo de pulseira muito legal e logo o costume se espalha.


4. Relutância
A relutância é o contrário da mentalidade de gado. Para mostrar que você tem liberdade de escolha, você faz tudo ao contrário do que é esperado. Isso explica o comportamento de muitos adolescentes. Muitas vezes o jovem nem quer sair naquela noite, mas o fato de que seus pais o proibiram faz com que ele fique ansioso e saia, só para mostrar que ele pode. A psicologia reversa é, na verdade, um uso controlado da relutância. Diga para alguém fazer aquilo que você, na verdade, não quer que ele faça e ele, eventualmente, fará o que você quer – essa técnica é muito usada com crianças e com os adolescentes.


3. O desconto hiperbólico
Você prefere receber 100 reais hoje ou 120 no mês que vem? O desconto hiperbólico é a tendência que as pessoas têm de escolher a primeira opção. Na mente humana é preferível ter um ganho menor, mas imediato, do que esperar por mais dinheiro. O atraso do dinheiro realmente influencia na escolha do indivíduo. Pode até ser que o real valha mais hoje do que estará valendo no mês que vem, mas normalmente a variação seria pequena e você ainda estaria ganhando mais dinheiro se escolhesse a segunda opção.


2. Escalada de compromissos
Quantas vezes você já esteve em um relacionamento que sabia que não ia dar certo e, da mesma forma, tentou lutar por ele? Isso pode não ser fruto de mero romantismo e sim uma falha em seu pensamento! Digamos que você esteja namorando alguém há um ano. Então você começa a perceber que a pessoa tem alguns defeitos que você não suporta. O lógico seria terminar o namoro naquela hora. Mas você já investiu um ano nesse relacionamento, então terminar seria desperdiçar seu tempo e você se compromete com a “causa” namoro, não com a pessoa, e investe mais meio ano em algo que não vai dar certo, esperando consertar tudo. Isso pode ser aplicado em outras áreas, como em investimentos econômicos ou em um emprego, por exemplo.


1. Efeito placebo
Talvez a falha no pensamento humano mais famosa. Normalmente o placebo é uma substância neutra (como uma pílula de farinha de trigo) que acaba tendo o efeito desejado. Por exemplo, um remédio que diz ser emagrecedor e, pelo sujeito tomar aquilo todos os dias, sua mente aceita que ele está emagrecendo e todas as suas atitudes passam a condizer com isso. Ele faz mais exercícios, come mais salada e logo emagrece. Mas certos efeitos placebo ainda são um mistério – por exemplo, alguns testes mostraram que há certos sintomas de doenças que são realmente reduzidos apenas com o placebo. Logo, isso provaria o poder da sugestão da mente humana sobre o corpo?

0 Comentários:

Related Posts with Thumbnails
 
Copyright © Leis de M.E.R.F.