Vampiros...reais?


Hoje em dia o assunto "Vampiro" está muito presente nas mídias, talvez pelo fato de séries como True Blood e The Vampire Diares ou a saga Twilight terem se tornado fenômenos mundiais.
Mas e se eu dissesse que talvez existissem vampiros de verdade?
Bom, não posso falar que são vampiros, mas são vítimas de uma doença que tem consequencias que os deixam muito parecidos com vampiros.
Não entendeu? Deixe-me explicar.

O nome da doença é Porfíria e é herdada, ou seja, não tem como "se pegar" Porfíria.
Essa doença é presente na vida de pessoas de todas as raças, mas é mais frequente nos europeus que antigamente viviam em lugares isolados e de difícil acesso, como por exemplo a montanhosa Transilvânia, região da Romênia,onde teria surgido a lenda do Vampiro.
O extremo Norte Europeu também é um dos lugares em que mais se registrava casos da doença (devido a isolação, a doença não se espalhava)
Talvez esse isolamento tenha impossibilitado a alastração da doença pelo mundo, sendo hoje um mal muito raro.

O termo Porfíria deriva do grego "πορφύρα", porphura, significando "pigmento roxo".
Tem essa nome pois as pessoas, em ataques da doença, tem seus pigmentos do corpo (o sangue é naturalmente vermelho escuro, mas tanto ele quanto a urina, por exemplo, ficam em um tom de púrpura) vermelho-arroxeados.

A Porfíria ataca a pele e o sistema nervoso.
Quando ataca o sistema nervoso (Porfíria aguda) o paciente sofre com dores abdominais, vômitos, neuropatia aguda, convulsões e distúrbios mentais, incluindo alucinações, depressão, paranóia e ansiedade.
Quando ataca a pele (Porfiria cutânea) a pessoa adquire fotossensibilidade, ou seja, quando se expoem ao Sol, em sua pele surgem bolhas, irritações, e pode ocorrer necrose da pele e gengivas.
Por falta de Sol, as pessoas são extremamente brancas, e com suas veias e artérias arroxeadas.

A causa do aparecimento da doença, nas pessoas geneticamente predispostas, é uma alteração metabólica que produz um aumento excessivo na pigmentação das hemoglobinas, precipitando uma enzima chamada porfirina que causa os sintomas neuro-dermatológicos.

As crises de Porfíria podem ser espontâneas ou provocadas quando ingeridos álcool, alguns remédios e por stress.

Quando a doença foi descoberta,era tratada com sangrias ( retiradas de sangue do paciente ) em quantidades controladas. Um exemplo : famílias nobres de Balcãs, atacadas pela doença, costumavam compensar essa perda de sangue, bebendo o sangue dos animais em matadouros de suas propriedades.

Hoje em dia, em crises, é aconselhado uma dieta rica em carboidratos, isso ajuda na recuperação (em fontes consultadas, se diz que a dor durante as crises é extrema).

Hematina(estados Unidos) e Arginato de heme (Europa) são as drogas escolhidas para tratar Porfíria Aguda, e é aconselhado o seu uso o mais cedo possível.
Para tratar Porfíria Cutânea é recomendado o uso de filtro solar, e claro, evitar a exposição ao Sol.


Achei muito interessante, quem diria que de fato o mito do vampiro pode ter surgido de uma doença antiga e rara...agradecimentos ao meu amigo Yan pela sugestão de post.

7 Comentários:

GhaBorg disse...

Oi.
Concordo sobre o assunto "vampiros" estao muito frequentes na midia, acho que daqui uns dias as pessoas vao cansar e arranjar outra coisa.
Ah, vou te linkar me linka depois, ok?
Te mais.

Fê_Notável disse...

Oi!!!

Adoro vampiros, mas esses tipo Crepúsculo me enjoam... =P

Prefiro mais os da Anne Rice! Muto melhores! E não sabia que a lenda vinha de uma doença! =P

Legal saber sobre isso!

Beijos =*

andressa disse...

olha...assim eu amo vampiros e tipo,crepusculo conserteza foi tirado dessa hitstoria eu queria muito que desse pra pegar essa doença assim eu iria sugar o sangue dos meus inimigos mas deve existir um tipo de quimica um tipo de remedio pra dar tipo superpoderes tipo forsa,rapidez... se isso fosse verdade,e eu acredito q seja...as veses penso em me matar...ao assistir crepusculo...eu queria ser uma deles...

xD

andressa disse...

eu queria dessa pra pegar essa doença...amo crepusculo,sou viciada geral sabe disso...queria q tivesse um remedio pra dar força,rapidez...essas coisas pra essas pessoas vivesse melhor tipo crepusculo...

AMÚH CREPUSCULOOOOO... AS VESES PENS EM ME MATAR AO SABER Q NUNCA VOU SER UMA VAMPIRA

beatriz disse...

olha eu adorei essa resposta eu queria ser vampiro mas nao pela doença por outro jeito

Anjos Revolucionários disse...

Na boa, é uma ótima reportagem, mas, não se pode justificar a lenda quem muitas vertentes, inclusice cristã...

mas, um bom vampiro que não queira viver no anonimato pode usar a doença como justificativa para sua aparencia.

só falta dizer por que não envelhecem. Conhece alguma doença que justifique isso?

Matheus Eduardo disse...

Antes gostaria de deixar claro que não quis em momento algum ofendar a crença de ninguém.

Bom, eu não disse que foi exatamente essa a origem do mito do vampiro, tanto que, nos comentários eu usei a palavra PODE - "quem diria que de fato o mito do vampiro PODE ter surgido de uma doença antiga e rara"


Se existem vampiros, bom, ele talvez possa usar a doença como desculpa.

E não, não conheço nenhuma doença que justifique o "não-envelhecimento" das pessoas.

Related Posts with Thumbnails
 
Copyright © Leis de M.E.R.F.